Vulgar de Lineu

Encyclopedia Botanica.
(fill it yourself - preencha você mesmo)

1.12.05

 

#167


Comments:
Alecrim, alecrim aos molhos, por causa de ti choram os meus olhos
 
vou-me juntar ah asinha na cantarolice...

ai meu amor,
quem te disse a ti
que a flor do monte
era o alecrim?

Alecrim alecrim doirado
que nasce no monte
sem ser semeado




ps: Alguem sabe porque e' que a cancao diz "doirado"?
 
Para rimar com semeado =:)
 
boa, boa :-)

realmente era obvio mas eu andava a procura do logico ;-)
 
Depois da brilhante explicação acima faço até má figura se disser que, na idade média, a forma oi (ancoradoiro, duradoiro, etc.) era a mais comum, e que sobreviveu até hoje em muitas palavras, algumas delas de uso inequívoco, como dois em vez de dous. Mas agora já não digo.
 
Eu acho que a pergunta era porque e que a cancao diz doirado quando o alecrim não e doirado. Eu digo o alecrim e doirado quando um homem quiser :>)
 
Enviar um comentário

<< Home

Arquivo

Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Maio 2007   Junho 2007   Julho 2007   Agosto 2007   Setembro 2007   Outubro 2007   Novembro 2007   Dezembro 2007  

E-mail

bandeira(arroba)netcabo.pt

EgoBlogues

  • Bandeira ao Vento
  • Après moi, le déluge
  • Blogues

  • Agrafo
  • A Cidade Surpreendente
  • Green Man
  • Directriz
  • Welcome to Elsinore
  • Alma de Jardineira
  • Um Amador da Natureza
  • Bioterra
  • Blog de Cheiros
  • Dias com Árvores
  • Valkirio
  • Cores da Terra
  • Raquel Alão
  • Do Meu Jardim
  • Bolbos em Flor
  • Diversidades
  • Infinitamente
  • Jardim com Gatos
  • A Sombra Verde
  • Maria Pudim
  • Estrago da Nação
  • Horticultural - Jane Perrone's Organic Gardening Blog
  • A Senhora Sócrates
  • A Carga da Brigada Ligeira
  • Le Jardin de Sophie
  • Lugar do Olhar Feliz
  • Quinta do Sargaçal
  • Terraforma
  • You Grow Girl
  • VALSAQ
  • This page is powered by Blogger. Isn't yours?